Roberta Monise

“Em Dez/16, eu ganhei um casal de calopsitas de uma amiga, e a fêmea já na primeira semana apresentou o pézinho inchado e com sangue.

Por meses e meses levei a veterinários (Sim, foram 02) para descobrir o que era, fiz tratamentos com antibióticos no bico, raio-x,
colocava ferro na água, espirrava rifocina, entre tantas outras coisas.
E isso causou um stress muito grande, por ter que manuseá-la todos os dias para cuidar dela. O pézinho sarou.
Porém, ela passou a ter ciumes do macho. Passou a ser dominante. E a começou a se auto-multilar.
Arrancando as próprias penas, e as penas do macho. E isso foi se agravando.
A cabeça do macho já estava ficando carequinha. E o peito e pezinhos da fêmea também.
Eu fiz tudo o que os veterinários prescreveram. Mas nada resolveu. E por minha conta e risco, resolvi procurar pelo floral.
No inicio pensei em dar até floral humano, pois não sabia que havia floral específico para animais.
Ao pesquisar o floral, envcontrei o ‘Amor ao Bicho’, e entrei em contato, respondi o questionário respondendo algumas
questoes e contando a história da minha ave. A farmacêutica responsável manipulou o floral e sugeriu que eu o utilizasse por 03 meses.
Estou no 4º mês, e realmente não dá para acreditar na mudança comportamental das minhas calopsitas.
O floral salvou minha vida com elas. No auge do problemas eu cheguei a pensar que esse dia nunca chegaria.

Mas, graças ao maravilhoso trabalho do AMOR AO BICHO, isso foi possível. E eu sou MUITO GRATA à eles por isso.”

Roberta Monise