skip to Main Content
Cuidado com o uso de medicamentos para gatos

Cuidado com o uso de medicamentos para gatos

Os gatos são lindos, adoráveis e ótimos companheiros. Como seres peculiares, suas diferenciações não se limitam somente à sua personalidade, independente e curiosa, mas também ao seu organismo, que trabalha de forma muito diferente a de outras espécies.

Uma das principais causas de intoxicação é a deficiência da biotransformação hepática em razão das concentrações extremamente baixas de algumas enzimas glicuronil transferases. Dessa maneira, muitos fármacos que são metabolizados por essa via apresentam uma meia vida prolongada em gatos. Doses muito elevadas podem levar a concentrações tóxicas, causando respostas farmacológicas exacerbadas ou intoxicações.

Outra peculiaridade do organismo do gato é a facilidade de oxidação da hemoglobina felina, que resultará em metahemoglobina e anemia, devido ao desenvolvimento de corpúsculo de Heinz.

O gato, assim como qualquer outro animal, nunca deve ser automedicado por seu tutor, já que alguns medicamentos podem ser tóxicos e até fatais.

Fatores como idade, estado nutricional, alterações intestinais, comportamentais e grau de hidratação devem ser observados pelo veterinário na escolha do medicamento a ser prescrito e posologia a ser adotada.

 

Cuidado com o uso de medicamentos para gatos

Cuidado com o uso de medicamentos para gatos

 

Medicamentos usados com cautela em gatos:

Devem ser administrados, com intervalo de dose adequado, visando sua eliminação.

Aciclovir- Antiviral

Amitraz- Ectoparasita externo

Amitriptilina- Antidepressivo e ansiolítico

Amprólio-Antiprotozoário

Analgésicos Opióides- Codeína, Loperamida, Morfina, Oximorfina, Meperidina,Tartarato de Butorfanol, Fentanil

Azatioprina: Imunosupressor

Cafeína: Estimulante neuromuscular e cardiorespiratório

Clonazepam: Anticonvulsivante

Cloranfenicol: Antibiótico

Clorpropamida: Hipoglicemiante

Compostos fenólicos: Álcool Benzílico, Dipirona, Hexaclorofeno, Propofol, Triclosan  ,

Dietilestilbestriol: Estrógeno sintético

Fenitoína: Anticovulsivante

Griseofluvina: Antifúngico

Ibuprofeno: Analgésico

Iodeto de Potássio: Antifúngico e expectorante.

Iodeto de Sódio: Antifúngico e expectorante

Lidocaína: Anestésico local

Mitotano: Antineoplásico

Naproxeno: Antiinflamatório

Peróxido Benzoila: Desengordurante e queratolítico

Piroxicam: Antiinflamatório não hormonal

Quinolonas: Quimioterápicos e bactericida

Sacililatos: Salicilatos de Bismuto, Sulfassalazina, Ac Acetilsalicílico , Mesalazina

 

Medicamentos contra indicados para gatos:

Fármacos que devem ser evitados em gatos, pois não há regimes de posológicos seguros

Ac Valpróico: Anticonvulsivante

Amiodarona: Antiarrítmico

Anti sépticos urinários

Benzoato de Benzila: Escabicida e pediculicida

Benzocaína: Anestésico

Carbonato de Lítio: Estabilizador de humor

Carprofeno: Antiinflamatório

Cisplatina: Antineoplásico

Diclofenaco sódico: Antiinflamatório não hormonal

Digitoxina: Cardiotônico e diurético

Fenilbutazona: Potente antiinflamatório

Fluorouracil: Antineoplásico

Fosfato de sódio: Acidificante urinário

Indometacina: Antiinflamatório

Oxifenilbutazona:Analgésico e antiinflamatório

Paracetamol:Analgésico e antitérmico

Um dica bônus: Atenção aos tutores de gatos, cuidado na escolha dos produtos de limpeza, um exemplo é o Pinho sol, que é extremamente hepatotóxico, portanto, evitem .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×