A importância de levar o seu pet ao médico veterinário

É por amarmos tanto os nossos peludinhos que devemos levá-los com certa frequência para fazer uma visitinha ao médico.

Muitos tutores costumam levar o bichinho ao médico veterinário apenas para tomar as vacinas (às vezes nem isso) ou quando ele apresenta algum problema de saúde. Acontece que, algumas doenças muito comuns só manifestam sintomas quando já estão em um estado avançado.

Ou seja, a melhor forma de cuidar da saúde do seu bichinho é a prevenção. Levá-lo com a frequência correta ao veterinário para realizar exames é a forma mais certa de garantir um animal saudável. Caso ele esteja com alguma doença, nesses exames de rotina elas serão mais facilmente identificadas e muitas vezes ainda em estágios iniciais, o que vai facilitar muito mais o tratamento.

Sendo assim, a frequência que você deve seguir para levar o pet ao médico veterinário é a seguinte:

Filhotes: Até os seis meses de idade, seu bebê peludo deve fazer consultas regularmente no veterinário, para que ele possa acompanhar o crescimento e o desenvolvimento da bolinha de pelos.

Adultos: a partir dos sete meses, seu pet já é considerado adulto (para os veterinários, porque para nós, são sempre bebês). Nessa fase da vida, consultas anuais serão suficientes. Nas visitas ao veterinário seu animal vai receber as doses de vacina e fazer um check-up geral.

Idosos: Entre os sete e oito anos de idade o animal já entra na melhor idade! Consultas semestrais são as mais indicadas para essa fase da vida, acompanhando de perto a saúde do bichinho.

Fora isso, nas três fases da vida você deve sempre fazer o controle de pulgas e carrapatos de forma mensal e também o uso mensal ou trimestral de vermífugos.

Não espere que seu bichinho esteja com algum sintoma para levá-lo ao médico veterinário. A prevenção é sempre a melhor forma de cuidar da saúde do seu pet.

Por isso, ao levar seu pet ao veterinário na frequência indicada, ele deve realizar alguns exames básicos para garantir que seu amigo peludo está 100% saudável. Primeiro ele vai fazer os exames clínicos comuns. Pesar, olhar ouvido, medir temperatura e auscultar o coração.

Depois vêm os exames mais complexos, porém necessários. Eles que vão indicar a presença (ou não) de alguma das doenças citadas à cima além de outras. São eles:

Hemograma completo: é o exame principal. Se seu pet estiver com alguma doença, o exame de sangue vai mostrar alguma alteração e assim, o veterinário começa uma investigação mais a fundo, como por exemplo o perfil bioquímico sanguíneo completo.

Exame de urina: identifica alguma complicação do sistema genito urinário, renal ou hepática, além de possíveis infecções.

Ultrassom: uma ótima forma de verificar as condições dos órgãos internos do seu filho peludo.

Radiografia: vai mostrar se seu bichinho está com alguma condição pulmonar ou cardiovascular, além de apontar possíveis alterações ósseas como displasias (muito comum principalmente em cachorros)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.