Cachorro pode comer legumes? Como servir esses alimentos?

Embora as proteínas de origem animal sejam fundamentais para a nutrição do pet, basta passar um tempo com os cães para perceber que eles se interessam por diversos outros alimentos, como os vegetais.

Pensando nisso, para responder se o cachorro pode comer legumes, preparamos este artigo exclusivo sobre esses alimentos e mais informações sobre o assunto. Confira a seguir.

Afinal, pode dar legumes para cachorro?

Sim, em geral, o cachorro pode comer legumes sem problemas, com exceção de alguns alimentos específicos, como alho e cebola, que contêm substâncias tóxicas para a espécie. Por isso, os tutores devem se atentar aos legumes que o cachorro pode comer.

Onívoros, como a gente, os cães obtêm os nutrientes de que o organismo necessita a partir de alimentos variados, não apenas de proteína animal, o que inclui os legumes e algumas frutas.

Portanto, alguns tutores podem se perguntar: quais legumes cachorro pode comer? É possível substituir petiscos normalmente mais gordurosos e ricos em calorias, como bifinhos e biscoitinhos para cachorros, por opções altamente palatáveis para os cães, como cenoura e melancia.

Os legumes são alimentos de baixa caloria que, de quebra, ainda ajudam na ingestão de água e fibras, contribuindo também para a sensação de saciedade, o que é positivo para o controle de peso dos cães.

Quais legumes podem ser oferecidos ao cachorro?

Alguns dos legumes mais recomendados para cães são chuchu, abobrinha, cenoura, berinjela e couve-flor. Isso ocorre pela boa palatabilidade, pelo baixo teor de calorias e por serem ricos em água. Outras opções que também podem ser oferecidas são ervilha e pepino.

Alguns legumes que cachorro não pode comer são prejudiciais para o organismo do pet, dependendo do modo de preparo e da quantidade ingerida. A batata inglesa contém uma substância chamada solamina, que pode deprimir o sistema nervoso central, bem como provocar problemas gastrointestinais no cachorro.

Essa substância está concentrada principalmente na casca da batata, de modo que é possível oferecê-la ao cachorro desde que descascada e cozida apenas em água. Ainda assim, procure dar preferência a outros alimentos mais seguros, como batata-doce, inhame e mandioquinha, que não possuem a substância.

Pode servir beterraba ao cachorro?

A beterraba é outro legume que não é tóxico para os cachorros, mas requer cuidados redobrados na administração. Rica em açúcares, ela é contraindicada para cães diabéticos ou que estejam acima do peso.

De acordo com a veterinária especialista em nutrição, por conta dos pigmentos que “tingem” fezes e urina, o alimento pode ser confundido ou mascarar problemas de saúde cujos sintomas são a presença de sangue no xixi ou no cocô do cachorro.

Qual é o jeito certo de preparar e servir legumes para cachorros?

Então, como preparar legumes para cachorro? Segundo a Dra. Mariana, é muito interessante servir os legumes com casca sempre que for possível, uma vez que elas são muito ricas em fibras. Para isso, é fundamental que o alimento tenha sido muito bem lavado em água corrente para evitar contaminações.

Em caso de uso de produtos com cloro na composição, siga as instruções do fabricante, lembrando-se de lavar bem o alimento antes de servi-lo adequadamente ao cachorro.

Além da batata inglesa, cuja casca contém a solanina, que pode ser prejudicial ao organismo dos cães, outros tipos de casca são mais propensos a causar contaminações por micro-organismos ou irritações no trato intestinal.

Pode servir o alimento com casca ao cachorro?

Como visto, o cachorro pode comer legumes. Embora não constitua uma regra, na dúvida quanto a oferecer ou não o alimento com casca, uma dica é pensar na maneira que você mesmo consome os alimentos. Em geral, cascas muito grossas e porosas são mais difíceis de lavar e ingerir.

Ainda em relação sobre como fazer legumes para cachorro, é interessante destacar que, por mais que os cães possam apreciar a textura mais crocante de certos alimentos, os legumes não precisam ser oferecidos crus. Na verdade, é até recomendado que eles sejam cozidos na água ou no vapor.

De acordo com a especialista, não há problema em adicionar sal ao alimento durante o cozimento. Ao contrário de seres humanos, cães saudáveis não ficam hipertensos pelo consumo de sódio, Temperos como pimenta e alho não devem ser usados, pois são prejudiciais à saúde do cachorro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.