Como limpar o ouvido dos cães corretamente?

As orelhas são partes sensíveis do corpo do cachorro e precisam de uma atenção especial. É comum que esses animais tenham problemas relacionados a umidade, que podem causar a proliferação de fungos e bactérias,  além de doenças mais sérias, como a otite.

Durante o dia a dia é sempre válido dar uma conferida nas orelhas do animal para garantir que está tudo bem e não há vermelhidão, excesso de cerúmen (cera de ouvido) ou cheiro forte no local. Todos os cães precisam desse cuidado, mas em especial algumas raças como  Dachshund, Basset Hound  e  Cocker Spaniel  por terem as orelhas caídas, que abafam os ouvidos e facilitam o acumulo de umidade.

aças como o  Lhasa Apso, Shih Tzu, Maltês, Yorkshire Terrier  podem sofrer pelo acumulo de pelo e desenvolver dermatites e infecções na área. Por isso é fundamental que os tutores estejam atentos aos ouvidos dos pets e, se possível, façam a limpeza superficial dessas áreas. Os mesmos cuidados também devem ser tomados com os gatos.

O que usar para limpar os ouvidos dos cães

Antes de tentar fazer a limpeza dos ouvidos dos cachorros, o tutor precisa ter o produto adequado para isso. Orienta-se que os tutores tenham em casa a solução de limpeza otológica chamada Ceruminolítico, que age amolecendo o cerúmen presente no conduto auditivo do animal.

Para aplicar o produto, use apenas um pedaço de algodão, equivalente a metade das bolinhas que vêm nas embalagens convencionais.

Não se use hastes flexíveis para ajudar na limpeza, pois elas podem causar ferimentos no ouvido do cão, assim como perfurar o tímpano.

Caso o tutor note que o cão está sentindo algum incômodo ao mexer na orelha, coçando em excesso, chacoalhando constantemente a cabeça ou sentindo um mau cheiro na região, é preciso procurar ajuda de um médico veterinário o mais rápido possível e não tentar limpar o ouvido do pet. Estes são sinais de alerta que indicam que o animal pode estar com otite ou algum outro problema no conduto auditivo.

Dicas para uma boa limpeza

Primeiro o tutor deve colocar um pedaço de algodão na ponta do dedo e umedecer o mesmo com a solução de limpeza, seguindo as instruções do fabricante. Comece retirando as sujeiras das extremidades da orelha e aos poucos progredindo para a parte mais interna.

Conforme a limpeza vai acontecendo, o algodão tende a ficar sujo e deve ser trocado. A veterinária reforça que a limpeza deve ser feita apenas de forma artificial em todas as vezes e jamais deve ser forçada para dentro do conduto auditivo do cão. Não se deve usar o mesmo algodão nas duas orelhas. É importante sempre trocar para evitar possível contaminação de uma para a outra caso o animal tenha algum problema.

Uma limpeza mais profunda dos ouvidos dos animais de estimação devem ser feitas unicamente por um médico veterinário.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.