Dicas importantes para os animais de estimação durante a quarentena

É importante deixar claro, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), não temos evidências de que os bichos de estimação possam pegar covid-19 ou transmitir o novo coronavírus pela saliva, urina, fezes, espirros . O que se sabe até o momento que existe uma espécie de coronavírus que atinge o trato gastrointestinal dos cachorros e aí ele pode provocar diarreia e vômito. No caso dos gatos, eles podem ser afetados por outra espécie de Coronavírus que causa peritonite infecciosa felina. Mas , nós somos resistentes a estas espécies de coronavírus e precisamos repetir: eles não tem relação com o Covid-19, que ataca as vias respiratórias e tem provocado essa pandemia no mundo todo.

No caso dos cachorros, consulte seu veterinário para saber sobre as vacinas múltiplas, como a V-8 e a V-10. São vacinas que já damos aos nossos pets e que imunizam imunizam o cachorro contra o corononavírus canino, que mais uma vez repetimos, não é o mesmo que está se espalhando agora, causando a pandemia. Essas vacinas não podem ser aplicadas em humanos e não são eficazes contra o Covid-19.

Nesse momento de muitas dúvidas e questionamentos , a  Organização Mundial de Saúde (OMS), a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e o Conselho Federal de Medicina Veterinária reuniram orientações para quem tem animais  de estimação e também para veterinários que estão atuando durante a pandemia do novo coronavírus.
As orientações são:
Quem já contraiu o novo coronavírus deve  evitar o contato com os animais de estimação. Esse cuidado é necessário já tudo é muito novo e não há dados sobre a infecção do Covid-19 em pets.
Se não tiver outra opção e você tenha que ter contato com os pets, deve usar luvas e máscara facial sempre que possível.
PASSEIOS    
Os passeios devem ser evitados  nesse período , mas em alguns casos não tem jeito, o animal precisa fazer suas necessidades fisiológicas na rua , nesses casos, leve o animal, mas faça isso em pequenas distâncias, evite concentrações em parques e praças e escolha horários de menor movimento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.