Bloodhound ou Cão-de-Santo-Humberto

O Bloodhound, conhecido também como Cão-de-Santo-Humberto, é uma raça originária da Bélgica. É uma das raças de cachorro mais antigas do mundo, possui características físicas impressionantes, graças ao seu tamanho e aparência. No entanto, a personalidade do Bloodhound surpreende a todos que o conhecem, pois também é uma raça canina muito equilibrada que cria fortes laços com seus tutores, a quem eles seguem e protegem.

Se você está considerando a opção de adotar um Bloodhound, ou simplesmente deseja saber mais sobre o Cão-de-Santo-Humberto, nesta ficha de raça do PeritoAnimal vamos te mostrar tudo o que você precisa saber sobre o Bloodhound ou Cão-de-Santo-Humberto, que é provavelmente o cachorro com o melhor sentido de olfato do mundo.

 

Bloodhound ou Cão-de-Santo-Humberto: origem

Pouco se pode afirmar com precisão sobre as origens desses cachorros, mas estima-se que seus ancestrais seriam cães robustos, de cor preta ou preta e fogo, que costumavam acompanhar o próprio monge Hubert em suas jornadas de caça. Posteriormente, esse monge seria canonizado e se tornaria parte da história como “Santo-Humberto“, patrono da caça e fundador da ordem dos monges de Saint-Hubert.

Isso explica não apenas o nome da raça, como também o motivo de sua criação estar tradicionalmente atribuída aos monges de Saint-Hubert, que habitavam o Monastério de Andain, situado na parte belga de Ardenas. Esses cachorros podem ter permanecido isolados nesta região durante vários anos, até que o rei Guillermo “o Conquistador” decidiu importar alguns exemplares para a Inglaterra durante o século XI.

O Bloodhound como o conhecemos hoje é, provavelmente, o resultado de cruzamentos seletivos entre descendentes diretos de Cães-de-Santo-Humberto importados da Bélgica com alguns indivíduos da raça Bulmastife.

Devido ao seu olfato extraordinário, o Cão-de-Santo-Humberto foi historicamente treinado como cão detector ou cão de rastreamento. Logo após a sua criação, a raça já era usada nas buscas e no resgate dos peregrinos que se perdiam entre as montanhas e as florestas da região de Ardenas. O Bloodhound também tem sido usado há muitos anos na caça de grandes animais, especialmente javalis ou porcos selvagens.

No padrão oficial da Federação Internacional de Cinologia (FCI), o Bloodhound é classificado na seção 1.1 do grupo 6, que inclui cães de grande porte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.